x x x x x

DÚVIDAS E EXAMES

. O que é teste de DNA? 
Podemos afirmar que, até o advento do teste de DNA, não era possível garantir com absoluta certeza se um indivÍduo era ou não filho biológico de um determinado casal.
No entanto, com a chegada das técnicas que analisam o DNA, este problema ficou definitivamente resolvido, sendo possível não só excluir os indivíduos falsamente acusados, mas também obter probabilidades de inclusão próximas de 100%. Ou seja, é possível, através do teste de DNA, afirmar que um indivíduo é com certeza o progenitor (pai biológico) de determinada pessoa, inclusive naqueles casos em que membros da família já faleceram.   

. Como funciona o teste de Paternidade? 
Utilizado para fins de identificação do pai biológico de uma criança, o teste de paternidade baseia-se na análise do DNA (ácido desoxirribonucléico), uma substância presente em todas as células do corpo e que é responsável pela transmissão das características hereditárias dos genitores para seus descendentes. Com exceção de gêmeos idênticos, cada pessoa tem um padrão único de DNA, a exemplo de sua impressão digital.  
 
. Como é feito o teste de Paternidade?  
O exame identifica e compara várias regiões do DNA do (a) filho (a), da mãe e a do pai. Durante o teste, são analisados os padrões de DNA que uma pessoa herdou da mãe e a outra metade do pai. Durante o teste, os padrões do filho (a) são, primeiramente, comparados com os da genitora. Os que não correspondem aos padrões maternos são, portanto, obrigatoriamente provenientes do lado paterno. Se o homem testado não possuir esses padrões em seu DNA, ele certamente não é o pai biológico.  

. Esse exame pode assegurar que o indivíduo seja pai biológico?  
Com as técnicas empregadas pelo DNA Center, que inclui a análise de, no mínimo, 12 regiões do DNA por meio de sequenciadores de última geração, quando as características do suposto pai são compatíveis com as esperadas para o pai biológico, a chance de ele ser verdadeiramente o pai biológico da pessoa testada é sempre superior a 99,99%. 

. Porque o índice não chega a 100%?   
Quando há compatibilidade entre os padrões de DNA do filho (a) e do suposto pai, então calcula-se a probabilidade que utiliza expressão matemática, e este valor nunca alcança 100%.  

. Como é coleta de material biológico para o teste de paternidade?  
Em geral, são colhidos amostra de sangue – embora outros materiais possam ser usados da mãe, do filho (a) e do suposto pai (núcleo completo), sem necessidade de jejum ou de preparos especiais. O DNA Center recomenda que todos os envolvidos estejam no laboratório na mesma ocasião para fazer o exame, uma vez que a análise só começa se as três amostras já tiverem sido colhidas.  

. O processo de análise do teste de paternidade é seguro?  
Em todos os exames, as amostras são identificadas por códigos, o que elimina o risco de trocá-las durante a análise. Além disso, os resultados encontrados, quando excluem a paternidade, são sistematicamente confirmados com uma segunda bateria de testes.  

. Esse exame pode ser usado para fins judiciais?  
Sim. Independentemente de ter essa finalidade, o DNA Center segue todos os procedimentos recomendados pela Sociedade Brasileira de Medicina Legal para que o teste possa ser utilizado como prova em um processo judicial.   

. Há restrições legais ou de outra ordem para a realização do teste?
Sim. Se o teste envolve uma pessoa com menos de 21 anos, só pode ser realizado com autorização do indivíduo que detém o pátrio poder do menor. Se a certidão da criança não tem o nome do pai, somente a mãe detém o pátrio poder, neste caso. Trata-se de uma restrição legal. Porém, se o nome do pai consta na certidão da criança, o exame pode ser feito sem a autorização da mãe, entre o suposto pai e a criança.  

. Em quanto tempo sai o resultado do teste de paternidade? 
O laudo fica pronto em, no máximo, 30 dias.
 
. De que forma o resultado é entregue? 
Para garantir o sigilo do exame, o DNA Center só entrega o resultado pessoalmente ou via correio por envelope lacrado.